Carregando...

Boa tarde! Hoje é Sexta-feira, 24/11/2017

Bebês e Alimentação

 

 

 

Alimentação de Crianças Pós-Desmame

 

 

A alimentação de crianças após os 6 meses de vida é um assunto que traz diversas dúvidas. Tenho recebido muitos emails de mães com informações desencontradas, em busca de um socorro para suas dúvidas. Neste artigo tentarei esclarecer as duvidas mais freqüentes e, caso não encontre aqui a resposta para suas questões, entre em contato que tentarei ajuda-la.

Primeiramente, acho importante salientar que cada criança necessita de um acompanhamento com o pediatra e, se possível, com um nutricionista para que suas necessidades individuais sejam sanadas.

Toda criança deve ser amamentada exclusivamente no peito até os seis meses de idade, pois o leite materno contém todos os nutrientes necessários para o seu desenvolvimento. É mito dizer que o leite “é fraco”, isso realmente não existe. O seu leite é o melhor alimento para o seu bebe.

Após os seis meses de idade, é importante fazer uma introdução gradual dos alimentos, iniciando com suco e papa de frutas e papa salgada. Pode introduzir nesta fase chá (sempre sem açúcar) e água.

Não utilizar até 1 ano de vida: ovo, leite e mel, pois esses alimentos podem desencadear alergias e o mel, pode estar contaminado com bactérias que causam botulismo.

 

Esquema alimentar para Crianças entre 6 – 7 meses

 

Manhã: Leite materno

Intervalo da manhã: Suco de fruta

Almoço: Papa salgada

Lanche da tarde: Papa de fruta / leite materno

Jantar: Leite materno

Ceia: Leite materno

 

Porções alimentares:

Frutas: ½ banana nanica, ½ maçã, 1 laranja, 1/3 mamão papaya, ½ fatia de abacaxi

 

Alimentos para fazer a papa salgada:

 

Grupo I – Vitaminas e Minerais (incluir 2 tipos):

- Hortaliças: couve, espinafre, abóbora, alface, escarola, repolho, beterraba, brócolis, chuchu, cenoura e abobrinha.

 

Grupo II – Carboidratos e Lipídeos (incluir 2 tipos):

- Tubérculos: batata, mandioquinha, batata-doce, inhame, mandioca.

- Gorduras: óleo vegetal (soja, girassol, canola, milho, etc.)

 

Grupo III – Proteínas (incluir 1 tipo):

- Origem animal – 30 g de carne vermelha ou frango (ovos miúdos e peixes – somente aos 11 meses)

- Origem vegetal – feijão, ervilha, lentilha e grão de bico.

 

Papa:

 

- Quanto maior a consistência, mais calorias ingeridas.

- È muito importante que os alimentos usados na papa salgada não sejam batidos no liquidificador, e sim amassados com um garfo ou passados na peneira.

- Não utilizar açúcar e leite.

- Oferecer o mesmo alimento de 8 a 10 vezes.

- Usar colher.

 

As informações aqui contidas são gerais e, caso necessite de outras orientações procure o pediatra/nutricionista.

 

 

Receita de Papa Salgada:

 

Papa de Carne, mandioca e abóbora – 1 porção

 

Ingredientes:

 

2 colheres (sopa) de carne moída

1 colher (sobremesa) de óleo vegetal

1 colher (chá) de cebola picada

1 pires (chá) de mandioca picada

2 colheres (sopa) de abóbora picada

½ colher (café) de sal

 

Modo de preparo:

 

Numa panela aqueça o óleo e refogue a cebola e a carne.

Coloque 2 copo de de água (400 ml) e acrescente a mandioca. Deixe cozinhar por 10 minutos.

Junte a abóbora e cozinhe até que todos os ingredientes estejam macios e com pouca água.

Amasse com um garfo e sirva a seguir.

 

 

Dez Passos da Alimentação Saudável: Ministério da Saúde/OPAS

 

  1. Leite materno exclusivamente até os seis meses de idade, sem oferecer água, chás ou quaisquer outros alimentos.
  2. A partir dos seis meses, oferecer de forma lenta e gradual outros alimentos, mantendo o leite materno até os dois anos de idade.
  3. A partir dos 6 meses das alimentos complementares: 3 vezes ao dia se a criança recebe leite materno e 5 vezes ao dia se a criança estiver com leite artificial.
  4. Alimentação complementar: oferecida se rigidez de horário, respeitando sempre a vontade da criança.
  5. A alimentação complementar deve ser espessa desde o início e ser oferecida de colher. Inicialmente pastosa (papas e purês) e aumentando a consistência (alimentação da família).
  6. Oferecer à criança diferentes alimentos ao dia “Uma alimentação variada é uma alimentação colorida”.
  7. Estimular o consumo diário de frutas, verduras e legumes nas refeições.
  8. Evitar açúcar, café, enlatados, frituras, refrigerantes, balas, salgadinhos e outras guloseimas nos primeiros anos de vida. Sal com moderação.
  9. Cuidar da higiene no preparo e manuseio dos alimentos; garantir o seu armazenamento e conservação adequados.

10.              Estimular a criança doente e convalescente a se alimentar, oferecendo sua alimentação habitual lê seus alimentos preferidos, respeitando sua aceitação.

 

 

Fale Conosco

Você precisa atualizar o Flash Player.
Há 15 anos levando as melhores receitas para você